quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sentimento Nacional

Não prestei serviço militar.
Não gosto da ideia de me submeter aos gritos de um sargento.

Não abro a boca durante a execução do Hino Nacional.
Não respeito pedaço de pano verde e amarelo.

Nosso hino é como uma oração, repetida por todos com a mão no peito, cheios de orgulho e com expressão facial cênica, porém, sem a compreensão do significado de cada frase.

Aprendi, mesmo que, talvez, erroneamente, que o amarelo da nossa bandeira representa a riqueza do país. Mas, e daí? Eu nunca vi mesmo a cor desse dinheiro...

Ordem não se faz com a malandragem da qual nos gabamos.
Progresso não se faz com mente fechada e sem pensamento crítico.

Voto não é um direito do cidadão. É um dever!
Eu quero é o direito de não votar!

A única comemoração verdadeira de independência acontece no dia 4 de julho.

Liberdade de expressão? Depende de quem expressa!
Liberdade de comportamento? E as convenções sociais?
Liberdade é ilusão!
Comentários pelo Facebook

sábado, 20 de novembro de 2010

Como é o seu deus?

De acordo com a religião, deus nos fez à sua imagem e semelhança. Mas todos sabemos que, com a impossibilidade de se acreditar no absurdo deus bíblico, muitos criaram seu próprio modo de imaginar deus - tamanha necessidade do ser humano de se apegar em algo superior para se "manter de pé" nesse mundo. E, acreditem, eu entendo essa necessidade.

Mas há um problema muito grande quando se cai na real. Quando você percebe que não há, de forma alguma, uma força superior atuando na sua vida (bom, até existe. Mas ela não é assim tão positiva).

É nessas horas que muitos atribuem determinadas coisas como sendo deus. Quem nunca ouviu a frase
"deus sou eu, é você, somos nós, é a natureza, é a chuva que cai, o vento que sopra...deus está em todas as coisas..."
??? Digamos que este é um deus mais fácil de acreditar. Já que ele não me promete coisas, eu não tenho como confirmar sua não-existência através de suas promessas não cumpridas, certo?
Bom, por este lado o panteísmo é uma fuga interessante.

O que muitos não percebem é que existem "deuses" mais atuantes em suas vidas. E sobre estes, é difícil achar alguém que não sinta suas presenças (soou bem música gospel esse trecho em vermelho, hein?).

Deus pode vir em cápsulas de caixas com tarja preta, engarrafado e bem gelado, enrolado em palha, em pó, injetável...

Essa é a felicidade para muitos, e muitos destes "muitos" atribuem essa felicidade a deus. Mas por quê? Porque eles se acham merecedores da "bem-aventurança" dele simplesmente por se dizerem crentes, ou porque vão à igreja todo fim de semana. Então, o bom deus os fazem felizes e bem sucedidos porque eles repetem palavras que não percebem o sentido e não as praticam.

E daí??

E daí que eu queria vê-los felizes sem seus vícios. Quero ver alguém bater de frente com o mundo sem se apegar aos vícios... vivendo apenas do deus imaginário, sem o deus químico.

SIM!! Porque todos nos causam o mesmo efeito. Todos os deuses são fuga. Seja ele o clássico deus imaginário ou o deus químico. É só questão de escolha, de ver qual faz mais efeito em você e te traz mais benefícios momentâneos. Mas não conheço ninguém nessa vida REALMENTE feliz só com o deus imaginário. Posso dizer isso porque tenho próximo a mim essa pessoa sem vícios, porém com a crença religiosa, e ela é infeliz! Só de olhar no rosto eu vejo a sua vontade de encontrar o mais rápido possível com o deus que ela acredita que vai encontrar mas não vai!! E ela fez escolhas erradas acreditando nas pessoas e acreditando em deus. Porque a crença dela a ensinou que ela teria retorno. E ela se diz certa de que está tudo bem. Mas por que então ela é tão VISIVELMENTE infeliz??
A grande verdade é que essa mentira destrói vidas. E vem deste ponto toda a minha revolta contra o princípio dessa coisa. Destruir vidas através do medo do desconhecido é um golpe muito baixo.

Eu acredito sim, que se você é feliz com deus, é porque o encontra através de outros meios.

Cansei de conviver com gente que se diz feliz e me acha o maior fracassado - e usa isso pra me ofender - mas quando não estava sob o efeito do deus químico, só sabia reclamar, se dizer infeliz, um peso para a família, e que queria se matar!! Mas e daí??? O que importa é que ela é feliz no orkut!

Minha vida não é on-line. E off-line a vida é cheia de altos e baixos. E na hora dos baixos, o não-super-homem aqui já recorreu a deuses químicos. Dos mais comuns. Destes que se bebem gelado, com limão e com Coca-Cola. (claro que isso é só um exemplo. Não costumo beber porque estou mal. Bebo porque gosto)

A diferença?

Não me iludo. Muito menos, tento iludir alguém. Eu sei que eles são momentâneos. Que o efeito deles vão passar e eu vou ter que seguir minha vida no dia seguinte sem falsa felicidade de orkut, com o pé bem grudado no chão, com altos e baixos, como é PARA TODO MUNDO. Meus deuses não são placebo. Muito menos são para passar uma falsa boa imagem para minha família e pessoas que me "adotaram" como parentes ou amigos. Meus deuses são bem reais e como todo deus, em exagero, fazem mal!

A ideia de deus pode ser usada, então, para suprir a necessidade que temos de encontrar apoio em alguém, mas como "somos" orgulhosos demais para apoiarmos uns aos outros - porque criamos a ditadura do otimismo e da felicidade - precisamos de usar esse ser que nos ouve e não conta pra ninguém que estamos mal.

Confesso que sou capaz de sentir PAZ dentro de uma igreja, quando vejo todas aquelas pessoas virando os olhos para o céu e colocando a mão no coração após receberem o "cordeiro de deus" (que tira os pecados do mundo). Estas pessoas realmente já me fizeram sentir esperança no ser humano com atos falsos e automáticos como esses.

Mas é também inegável que, ao sair daquela construção em forma de chapéu de palhaço, basta olhar em volta e ver que aquilo foi só uma cerimônia, um ritual, que ao ser passado de geração em geração, perdeu seu sentido e seu poder de sensibilizar as pessoas.

E depois disso tudo, volto eu para o meu mundinho de pessoas cheias de deus misturado com ódio (e gelo), trapaceando e subestimando os outros, com o ego inflado... ou seja, pessoas normais, com muito deus placebo, muito deus químico, e pouca humanidade.

OBS.: " deus" está escrito com letras minúsculas de forma consciente
Comentários pelo Facebook