domingo, 11 de março de 2012

O poder da Buceta


Há muito tempo, as mulheres aprenderam que o sentido da vida está entre suas pernas. Imaginem um mundo onde nós, homens, não precisássemos fisiologicamente disso? Correríamos tanto atrás? Entraríamos em "joguinhos" femininos? Os homens estão acordando no mesmo ritmo que as mulheres estão exagerando. Hoje é possível notar que vários homens já não entram mais nos jogos femininos. Isso significa não gostar de mulher? Os que pensam assim não merecem nem resposta. Quem é homem e gosta de verdade de mulher, sabe o quanto elas são importantes na nossa vida quando elas vêm para acrescentar. "Acrescentar" não é no sentido material. Homem não precisa de mulher inteligente, nem com padrões de beleza, nem de bens. O que uma mulher acrescenta no homem é a companhia essencial que todo ser humano sente necessidade. Uma mulher pode ficar muda do seu lado. Quem gosta mesmo de alguém, não fica tentando consertar e não faz comparações. Às vezes, o cheiro dela faz falta quando ela está longe. 

Mas elas evoluíram sendo reprimidas e, quando tornou-se natural que uma mulher pudesse ser ela mesma e demonstrar suas vontades, elas banalizaram tudo com joguinhos infantis. Chegaram onde sempre quiseram estar: no (baixo) nível dos homens.
Hoje, elas falam abertamente sobre preferir homens ricos ou com algum status e, ainda assim, não querem ser chamadas de objetos.
As mulheres de hoje querem saber o que você tem a oferecer. Listam uma série de "qualidades" que o cara deve ter e comparam os pros e contras dos vários que ela está "testando". Visão moralista condenar isso? Não! Desde que elas assumam que são assim. Hipocrisia continua sendo uma das piores coisas da nossa sociedade e é isso que tira toda a graça. Só um cara babaca pode achar alguma graça em ficar horas, dias, ou até mesmo, MESES para "conquistar" uma mulher que em 1 minuto acha coisa melhor. Sempre vai haver coisa melhor! 

"Mulher não se pega, se conquista!"... é mesmo?

Mulher que se conquistava eram suas avós ou bisavós. Agradeça a sua mãe, sua avó, ou bisavó por ter aberto, nos anos 60 e 70, as possibilidades que você tem hoje. Você sabe que gosta de trocar de homem com frequência, você se gaba por ser uma mulher moderna... mas quer ser conquistada? Poupe-nos tempo e paciência! Você gosta de ser pega! Se é o que você gosta, por que não assume? Por que tem tanto medo de repetir o que sua mãe e sua avó foram? Homem não quer perder horas por minutos! Nem semanas por um só dia! 

Mas o problema maior tem sido ter que comprar vocês! Mesmo se por horas ou minutos! O que vocês têm no meio das pernas tem poder. Não é isso que as funkeiras berram? "My pussy é o poder" é o nome de uma música que leva o comportamento típico das feministas ao extremo! E desde que a mulher descobriu que ela pode dar valor financeiro à sua "buceta", ela vai vendê-la por todo tipo de bens possíveis, ao gosto particular de cada uma.

Essa não é uma opinião de uma pessoa só. Tem várias, muito parecidas por aí. Basta ler um pouco. Só que é preciso ter coragem pra externá-la num mundo onde um homem tem que ser escravo do ego de uma mulher. Ou escravo de buceta! Fazendo isso, corremos o risco de sermos chamados de tudo quanto é tipo de nomes "feios" ou inconvenientes para um homem. Mas isso é um pedido de sinceridade feito por pessoas que gostariam de apenas dizer coisas boas e achar que elas são mesmo essa fonte de sensibilidade que crescemos acreditando inocentemente.
Chega de comprar interesse como amor. Chega de comprar amizade interesseira como amor. Melhor mesmo seria não ter que comprar. Mas aí, já anda sendo pedir demais!



OBS.: a escrita "buceta" em vez de "boceta" foi consciente. A escolha deve-se ao lógico: por ser considerado um "palavrão" e este ser sempre escrito dessa forma.


Comentários pelo Facebook

terça-feira, 6 de março de 2012

Ninguém é tudo sozinho e ninguém é nada sozinho


Quem luta sozinho não vence batalha nenhuma. Nem as pessoais! Se pessoas que também são incomodadas com determinadas convenções permanecem caladas em situações em que elas podem ter voz, elas ajudam a fortalecer aquilo que vai contra elas mesmas. Parabéns a todos vocês que, mesmo quando alguém dá o pontapé inicial a seu favor, não são capazes de se expor para não serem antipatizados. Saibam que a antipatia não vem disso. A antipatia é uma coisa normalmente reservada a quem não tem dinheiro nem beleza pra escondê-la! Tendo um desses itens, ou os dois juntos, não há opinião pessoal que estrague a admiração que as pessoas podem vir a ter de vocês. Vocês se escondem e não ganham nada com isso! O problema disso tudo é que vocês não perdem sozinhos. Quem precisa da força de vocês perde junto!

Comentários pelo Facebook