quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sentimento Nacional

Não prestei serviço militar.
Não gosto da ideia de me submeter aos gritos de um sargento.

Não abro a boca durante a execução do Hino Nacional.
Não respeito pedaço de pano verde e amarelo.

Nosso hino é como uma oração, repetida por todos com a mão no peito, cheios de orgulho e com expressão facial cênica, porém, sem a compreensão do significado de cada frase.

Aprendi, mesmo que, talvez, erroneamente, que o amarelo da nossa bandeira representa a riqueza do país. Mas, e daí? Eu nunca vi mesmo a cor desse dinheiro...

Ordem não se faz com a malandragem da qual nos gabamos.
Progresso não se faz com mente fechada e sem pensamento crítico.

Voto não é um direito do cidadão. É um dever!
Eu quero é o direito de não votar!

A única comemoração verdadeira de independência acontece no dia 4 de julho.

Liberdade de expressão? Depende de quem expressa!
Liberdade de comportamento? E as convenções sociais?
Liberdade é ilusão!

2 comentários:

  1. Que o diabo nos livre de qualquer tipo de nacionalismo.

    ResponderExcluir
  2. "E o BRAZZIL é TRÉTA campeão!!! É TRÉTA!!! É TRÉTA!!!"

    ResponderExcluir